5 perguntas que você precisa fazer antes de aceitar um estágio

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Você está terminando o 3º ano e se preparando para o vestibular? Apareceu uma oportunidade de estágio e você está em dúvida se aceita ou não? Fique tranquilo! Esta é a situação de muitos estudantes iguais a você, pois começar no mercado de trabalho realmente não é fácil, e por isso, essa decisão precisa ser bem analisada. Afinal, ela pode ser decisiva no futuro de sua carreira.

Salário não pode ser o critério principal para trocar de emprego, principalmente, para quem está ingressando no mercado e ainda cursa a faculdade. Outros fatores precisam ser levados em consideração.

Por isso, separamos 5 perguntas que você precisa se fazer antes de aceitar um estágio. Queremos que você se questione para tomar a decisão correta!

1. O que eu quero para minha carreira?

Talvez, você não descobriu ainda, mas ter uma ideia, pelo menos, do que pretende para sua carreira já ajuda a responder essa pergunta. Durante toda sua vida profissional, é muito importante definir suas metas e objetivos e aonde quer chegar. Esses são os primeiros passos para lutar por seus sonhos.

Saber aonde quer chegar vai mostrar se a vaga de estágio é para você ou não, pois o cargo oferecido e seus sonhos profissionais precisam estar relacionados. A função que você vai desempenhar até pode não ser o que você quer no momento, mas, dentro da empresa, pode haver um cargo que você sonhe e isso é um fator positivo para aceitar a vaga de estágio.

Portanto, pense no que você quer para sua carreira, como se vê profissionalmente daqui 10 anos e pense se essa vaga de estágio pode ajudar a realizar esse sonho.

2. Estou disposto a fazer sacrifícios?

Historicamente, estagiário tem a fama de trabalhar mais que os demais colaboradores e isso nem sempre é um mito. Em algumas empresas, o estagiário realmente é sobrecarregado, mas não veja isso como algo negativo. Você estará recebendo a oportunidade de mostrar que merece entrar efetivamente para o quadro de colaboradores e, sem um pouco de sacrifício, esse objetivo não será alcançado.

Ficar um pouco após o expediente, conciliar o horário do estágio com os estudos, receber uma carga maior de trabalho são formas de mostrar que está disposto a ficar na empresa — mas, lógico, sem esquecer de cumprir sua função com qualidade e profissionalismo. O fato de se esforçar um pouco a mais que o necessário é para apresentar um diferencial e mostrar que você quer ser efetivado.

Se a vaga for relacionada ao que você quer na sua carreira, este sacrifício vai valer a pena.

3. O salário é compatível com minhas despesas?

Quem conclui o 3º ano, geralmente está migrando para uma faculdade ou para se preparar para o vestibular e isso gera despesas. Em muitos casos, é onde o estudante começa a bancar seus próprios custos. Por isso, como disse no início, o salário não é o único fator, mas, sem dúvida, deve pesar na sua escolha.

O estágio, provavelmente, não vai te deixar rico — e esse nem deve ser seu objetivo —, mas precisa, pelo menos, suprir seus gastos com estudos, transporte, alimentação e outros custos que você possa ter. Se a sua família pode ajudar com as despesas, melhor ainda. Assim, pode sobrar alguma parte do salário.

Mas coloque na ponta do lápis o salário, o valor de vale-alimentação, o transporte e todos os benefícios que o estágio lhe oferece. Em seguida, aponte todas as despesas que você vai ter. Então, você saberá se o valor oferecido pela empresa pode suprir suas despesas básicas. Se a diferença for muito grande, pode ser que não compense essa vaga no momento.

Lembre que o salário não pode ser o fator principal, mas deve ser colocado na balança antes de você escolher se aceita ou não o estágio.

4. O que os ex-estagiários falam sobre essa empresa?

Você conhece alguém que trabalha na empresa? Alguém que já fez estágio nesse local? A melhor indicação que você pode ter é de alguém que já passou pela empresa. Converse com essas pessoas e questione se a empresa cumpriu o que prometeu, se foi ética quanto as leis do estágio, se a experiência foi bem-sucedida.

Se essa pessoa gostou do cargo, se ela foi efetivada e está num bom cargo hoje, são sinais positivos para você aceitar a vaga de estágio, pois se a maioria dos estagiários são efetivados, isso mostra que a empresa valoriza quem passa pelo período de estágio e oferece um plano de carreira para seus novos funcionários.

Procure referências sobre a empresa que quer te contratar, converse com quem está ou já passou por lá. Só eles sabem, na prática, o que você vai exercer futuramente.

5. Estou disposto a me adaptar à cultura da empresa?

Algumas organizações não aceitam funcionários com tatuagens, cabelos compridos ou que não gostam de cumprir horário. Então, analisar a vaga oferecida e a empresa é importante para saber se a cultura organizacional condiz com seus costumes.

Para quem está começando e não pode escolher onde trabalhar, é necessário se adaptar à cultura e aos valores da empresa. Caso contrário, isso pode atrapalhar sua carreira e seu histórico profissional.

Lembre-se que o sacrifício é necessário no início da carreira e um deles é se adequar às exigências do cargo. É mais fácil você se adaptar ao emprego do que toda a empresa se modificar para os seus valores.

Isso pode até ser mudado com o tempo, mas, na hora de aceitar uma vaga para estágio, não se esqueça de conhecer bem a empresa para onde você vai. Se os valores não são o que você espera, pergunte-se: “eu estou disposto a me adaptar tanto para conquistar esta vaga?”.

Respondendo a essas 5 perguntas, você estará mais perto da resposta sobre aceitar ou não uma vaga de estágio. Mas atenção: seja sincero nas respostas, pois esta escolha pode definir seu futuro como profissional. Conversar com a família também ajuda nessa hora, afinal, o conselho de quem já passou por isso conta muito na sua decisão.

Você está com a proposta de estágio na mão e tem dúvidas para tomar a decisão? Já trabalhou como estagiário algum dia? A experiência foi boa ou ruim? Deixe seu comentário e ajude outros estudantes que estão passando por isso.

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.