7 dicas para pegar carona pra universidade com um colega

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Seja para fugir do ônibus cheio, chegar mais rápido ou poupar gastos, pegar carona para ir à faculdade costuma ser benéfico para motorista e passageiros. Mas, no momento de começar a ir para as aulas no carro alheio, é comum surgirem duas dúvidas: como encontrar pessoas que passam por perto da sua casa no caminho para o campus e como saber se é seguro entrar no vículo de quem você mal conhece ou até mesmo nunca viu pessoalmente.

Confira, a seguir, 7 dicas para pegar carona para a faculdade: 

1. Descubra as vantagens de pegar carona

A primeira coisa que você deve estar pensando é: será que existem todas estas vantagens, mesmo? Sim, existem e algumas delas são as seguintes:

  • Para o motorista, há economia nas despesas com o veículo;

  • Para passageiros, há comodidade e conforto no deslocamento;

  • Você contribui para a diminuição do número de veículos nas ruas e, portanto, para o alívio do trânsito;

  • Você pode fazer novos amigos e aumentar sua rede de contatos;

  • Você contribui para a diminuição da emissão de gases poluentes na atmosfera;

  • Tanto os passageiros quanto os motoristas podem combinar valores que gerem economia para ambos.

Viu? Não é à toa que a prática está cada vez mais comum.

2. Encontre colegas que estejam na mesma vibe

Depois de entender que as vantagens são reais, sua empolgação possivelmente aumentou muito, certo? Então, agora é hora de operacionalizar essa ideia. O primeiro passo é procurar um grupo de amigos que façam um trajeto semelhante ao seu. Essa dica serve para motoristas e passageiros.

Nós sabemos que as pessoas não andam com placas contendo este tipo de informação. Entretanto, existem diversos métodos para saber. Você pode:

  • Perguntar diretamente aos seus colegas;

  • Observar quais dos seus amigos usam transporte público e fazem o mesmo trajeto que você;

  • Oferecer para seus colegas e verificar quem tem interesse, no caso de motorista;

  • Perguntar ao seu colega motorista que te oferece aquelas caronas esporádicas (o conhecido do seu amigo), se ele não tem interesse em transformar isso em algo fixo. Nesse caso, deixe claro que não serão caronas gratuitas, mas que você pretende negociar e dividir as despesas com ele. Introduza a ideia de montar um grupo.

Assim como as diversas atividades que envolvem a vida de um graduando, esta ideia exige proatividade. Então, mãos à obra!

3. Entre para grupos virtuais de caronas

Se você gostou muito da ideia, mas, ao tentar colocar a dica anterior em prática, percebeu que sua timidez ou a escassez de motoristas/passageiros te impediram, tente buscar grupos virtuais de caronas. Eles estão em alta e reúnem pessoas em torno do mesmo interesse. Esses grupos possibilitam, ainda:

  • Que você encontre alunos que estudem e morem próximos a você, mas que vocês poucos se encontram por motivos diversos (como estudarem em cursos diferentes);

  • Que você encontre estudantes de outras instituições de ensino que façam trajetos próximos ao seu — ou até o mesmo trajeto.

Atualmente, é possível encontrar dezenas desses grupos no Facebook. Para fazer a busca, basta digitar a palavra “carona” junto com o nome da instituição de ensino. Ao entrar no grupo, observe os tópicos existentes. Se já houver postagens que se adequem às suas necessidades de deslocamento, basta interagir. Caso não exista nenhuma postagem que cubra seu trajeto, faça você a sua.

4. Crie uma comunidade online

Não achou grupos que se adéquem às suas necessidades ou não obteve êxito nas interações dos grupos existentes? Crie uma comunidade online.

Mas atenção, crie um grupo que tenha como ponto de referência a instituição de ensino. Não crie grupos restritos do tipo: “Caronas do bairro x, para instituição y”. Pense que existem estudantes que moram em bairros próximos ao seu e estudam em instituições próximas à sua, que podem, perfeitamente, adequar o trajeto para conseguir fechar um grupo de estudantes “caroneiros”.

5. Baixe aplicativos de carona

Aplicativos de caronas são sempre opções muito viáveis. Em sua maioria, eles possuem um espaço para feedback, assim, antes mesmo de se inscrever, você conseguirá saber o que os usuários acham do aplicativo, se há alguma falha de segurança ou, ainda, quão bom ele é.

Alguns exemplos de aplicativos especializados:

Utilizar aplicativos tem algumas vantagens, como:

  • É possível conferir o histórico do seu colega motorista, por meio das avaliações dos outros usuários. Afinal, nunca se sabe, certo? Seu amigo pode ser um ótimo aluno, mas um péssimo motorista;

  • Possibilita uma adesão mais flexível à prática de pegar caronas. No dia em que você tiver um compromisso fora da rota, você não precisa usá-lo.

6. Cadastre-se em sites especializados

Existem estudantes que não residem na mesma cidade da instituição de ensino e costumam fazer viagens intermunicipais, todos os dias ou algumas vezes por semana.

Para esses estudantes, além de todas as sugestões acima, sugerimos que você faça seu cadastro em sites especializados em caronas mais longas. Neles, você poderá localizar um grupo ou um usuário que faz o mesmo trecho de viagem que você.

No Brasil, os sites de maior destaque são:

Pense em como pode ser cômodo, após uma semana puxada de estudos.

7. Seja educado

Essa é uma dica muito importante: seja você motorista ou passageiro, tenha educação. Entenda os limites do seu colega — todos os limites. Isto é:

  • O carro continua sendo de uma pessoa, não do grupo;

  • Não suje o veículo;

  • Evite pedir ao motorista para fazer paradas, principalmente, se for fora da rota;

  • Não convide estranhos para pegar carona com vocês, sem autorização do motorista;

  • Entenda que o motorista também é seu colega de estudos, não o coloque em situações difíceis, comoatrasá-lo para o primeiro horário.

Gostou dessas dicas? Quer saber, também, como manter a vida social durante a graduação? Então, clique aqui. E, para mais informações sobre o vestibular, visite nosso site sobre o assunto.

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *