8 lições de vida que aprendemos com O Senhor dos Anéis

Tempo de leitura: 6 minutos

Muitos já tiveram a oportunidade de acompanhar, se não toda a trilogia, ao menos um dos filmes, ou livros, de O Senhor dos Anéis. Criado por J.R.R. Tolkien. A história que se passa na Terra-média, traz a saga do pequeno hobbit, Bilbo Bolseiro, atravessando muitas regiões para poder destruir “O Anel” e pôr fim ao terrível Senhor da Escuridão, Sauron.

Além de se tratar de histórias realmente muito emocionantes e instigantes, essa trilogia tem muito a nos ensinar. São diversas lições de vida que qualquer pessoa pode e deve tomar para si.

Assim, neste post trouxemos algumas dessas várias situações, mostrando como obras de entretenimento também podem oferecer lições valiosas para o público — principalmente para os jovens. Acompanhe!

1. Ter sempre um objetivo claro

Na primeira parte da Trilogia, “A Sociedade do Anel”, Frodo — como o guardião do Anel — é persistente na missão de destruir o objeto no mesmo fogo em que foi forjado por Sauron. Esse é o primeiro e principal objetivo que o levou a formar uma sociedade com:

  • Gandalf;
  • Legolas, o elfo;
  • Gimli, o Anão;
  • Aragorn;
  • Boromir;
  • Seus três amigos hobbits: Merry, Pippin e Samwise.

Se eles não tivessem tudo isso bem estabelecido para si, não teriam porqua formar a irmandade e, assim, partir em uma jornada para cumprir a missão. Da mesma forma, na vida, devemos sempre ter um objetivo claro do que queremos nos tornar e, simultaneamente, seguir o caminho para alcançá-lo.

2. Buscar coragem em todos os momentos

Quem você diria que é o “herói” da série de Tolkien? O Frodo? Afinal, ele era o único que carregava o Anel do Poder para a Montanha da Perdição. Alguns podem pensar que o verdadeiro herói é Gandalf. Sem a sua sabedoria e orientação, a Terra-média certamente teria sido invadida. E Eowyn? Ela era a única que podia derrotar o Rei-Bruxo na batalha.

Existem muitos personagens que você pode escolher, mas todos têm uma coisa em comum: coragem. Tolkien viveu durante os anos em que a Alemanha nazista estava pronta para ofuscar o mundo e, sem dúvidas, viu pessoas comuns chamadas a realizar atos extraordinários de heroísmo.

Como ele escreveu: “Até mesmo a menor das pessoas pode mudar o rumo do futuro”.

3. Exercer forte determinação

Isso pode ser reconhecido como referência para o filme. Tome, por exemplo, o momento em que Gandalf supostamente morreu após o ataque do feroz dragão, seguido pela morte de Boromir — quando ele foi surpreendentemente atacado pelo exército de Sauron, enquanto continuava a sua viagem.

Apesar de Gandalf e da morte súbita de Boromir, Frodo estava determinado a continuar sua jornada sozinho para cumprir seu objetivo de destruir o Anel, enquanto ele sabia que o mesmo Anel também poderia destruí-lo.

Do mesmo modo, na vida, ter um objetivo não necessariamente nos conduz ao sucesso de maneira fácil, mas é preciso seguir sempre esse objetivo com plena determinação.

4. Sempre perseverar em nossos objetivos

Como mencionado acima, a determinação contribui para nos levar ao caminho do sucesso, mas fortalecer e reter a perseverança, nos torna fortes e capazes de suportar e enfrentar as lutas e as dificuldades que, inevitavelmente, encontramos em nossa viagem pela vida.

Da primeira até a terceira parte do filme, o que mais a história nos dá são formas claras de uma perseverança sem fim. Ou seja, precisamos guardar também essas lições de vida.

5. Nunca perder a esperança

Durante toda a jornada da trilogia, vemos, muitas vezes, que as pessoas da Terra-média foram continuamente atacadas e superadas em número pelo Exército do Senhor das Trevas, arrebanhando milhares de vidas, arruinando suas aldeias e demolindo-as.

Apesar de todas essas coisas, a esperança de lutar e enfrentar o mal — assim como a de cumprir seu principal objetivo: destruir o Anel — é o que os mantém seguindo em frente.

Portanto, é importante nunca perder a esperança, não importa quão escuro o caminho possa parecer.

6. Aprender a confiar em seus amigos e em você mesmo

Aprender a confiar também é um fator muito importante e que contribui para o nosso bem-estar durante toda a vida. Para podermos avançar e seguir o caminho do nosso destino, devemos aprender a confiar uns nos outros e também — o mais importante — em nós mesmos e em nossos instintos.

Em diversas ocasiões, o filme retrata uma excelente relação de confiança entre as pessoas que trabalham pelo mesmo objetivo. Ou seja, quando unimos nossas forças, conseguimos chegar muito mais longe, onde possivelmente não seria possível se estivéssemos sozinhos

7. Ter cuidado com o poder colocado nas mãos erradas

Uma das grandes e maiores lições de vida que a trilogia apresenta, afinal é a base de toda a trama, é sobre o poder colocado nas mãos erradas.

Na história, Sauron forjou o Anel para poder dominar todos os outros 16 anéis, conhecidos como “os sete” e “os nove”. Isso demonstra como é verdadeira a frase que diz que: com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades.

Todos que possuem algum poder, seja de influência ou de direção sobre outros, precisam ter muito controle e sabedoria sobre ele. É importante que isso não suba à cabeça e a pessoa não se sinta superior às outras, ou pior: queira exercer sua influência para prejudicar outros.

8. Sempre valorizar os relacionamentos

Por fim, a partir deste filme épico e inspirador, uma das grandes lições de vida que podemos tirar é sobre valorizar os relacionamentos, com dedicação e cuidado com as pessoas que são importantes para nós.

Quem mais pode nos ensinar sobre relacionamento e dedicação do que Sam Gamgee, o jardineiro dedicado que nunca deixou seu mestre, mas sim, o seguiu quando todos concordaram em deixá-lo sozinho para continuar a viagem para as duas torres na cidade de Mordor, O Reino do Senhor das Trevas?

Sam teve uma notável dedicação, convicção e confiança em seu mestre. Com isso, mostrou como esteve sempre pronto para dar a vida por seu amigo.

Esperamos que tenha gostado deste post e que essas importantes lições de vida possam fazer grande efeito sobre você, para torná-lo ainda melhor.

Se você conhece outras pessoas que também gostariam de conhecer as dicas desse texto, compartilhe-o em suas redes sociais e marque seus amigos mais importantes!

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *