9 dicas de comportamento nas redes sociais que melhoram sua imagem

Tempo de leitura: 6 minutos

Não há dúvidas que a tecnologia contribui significativamente com a educação no Brasil, mudando inclusive a postura de jovens e adultos que se aventuram em aplicativos e demais aparatos tecnológicos. 

Entretanto, é preciso ter cuidado redobrado com alguns aspectos virtuais, afinal eles podem dizer muito mais sobre uma pessoa do que você imagina.

É nesse cenário que estudantes e profissionais devem analisar melhor o comportamento nas redes sociais, pois ninguém quer ter uma imagem negativa por motivos bobos, não é mesmo?

Por isso, elaboramos um conteúdo especial mostrando quais são as ações recomendadas na internet, fazendo com que você fique bem na fita e consiga mais facilmente um estágio ou emprego de carteira assinada. Veja só:

1. Tenha cuidado com informações pessoais

Existem pessoas que têm o péssimo hábito de postar cada detalhe da sua vida nas redes sociais. Essa atitude é totalmente desnecessária — afinal, os dados pessoais não só podem comprometer sua imagem, como também facilitam a ação de bandidos, que terão à disposição todas as informações necessárias para agir no momento certo. 

Portanto, lembre-se sempre que as redes sociais não são um diário que precisa ser atualizado constantemente com particularidades e questões íntimas. 

2. Não curta páginas com mensagens de ódios

Parece uma dica óbvia, mas acredite: ainda há usuários que curtem páginas que destilam os piores comentários e mensagens, sobretudo em relação às minorias, como negros, LGBT e mulheres.

Isso é um verdadeiro tiro no pé, pois nenhuma empresa quer contratar alguém que tem pensamentos ultrapassados e mostra-se como defensor de práticas preconceituosas.

Percebe, nesse contexto, o quão prejudicial pode ser curtir páginas que repreendem alguns grupos e cultivam ideias de intolerância? Portanto, pense duas vezes antes de dar o seu like.

3. Evite publicar fotos constrangedoras

Dê uma verificada no seu álbum de fotos das diversas redes sociais e perceba que estilo de imagem sobressai. Se na maioria você estiver com um copo de bebida alcoólica na mão ou estiver aparentando embriagado, está na hora de rever seus conceitos. 

Não esqueça que muitas empresas antes de contratar um profissional, analisam cuidadosamente a vida virtual do candidato. E, como se pode imaginar, encontrar várias imagens das suas loucuras não ajudará em nada no processo, concorda? Portanto, evite postar fotos constrangedoras. 

E se um amigo quiser marcá-lo naquela foto embaraçosa da noite anterior, basta ativar o filtro que solicita sua aprovação antes de publicar a imagem na sua timeline. Claro que também existe a possibilidade de você pedir educadamente para que ele remova o conteúdo indesejado.

Também exclua imagens que tem alguma conotação sexual, combinado? 

4. Fique atento à ortografia

Em algumas redes sociais a linguagem pode ser, sim, bem mais leve, como no Facebook. Entretanto, existem outras que exigem uma abordagem mais formal, como o LinkedIn.

Mas vale lembrar que, independente da situação, é preciso escrever corretamente. Pois ter uma linguagem descontraída não significa em hipótese alguma que a pessoa pode assassinar o português.

Quer dizer apenas que são aceitas certas gírias, contrações e termos que tornem o conteúdo mais acessível. 

5. Emita opiniões plausíveis

Quando for publicar um assunto de relevância em sua rede social, estude primeiro o tema e tenha certeza que a sua opinião consiste em dados reais e que não foi formulada em cima de achismo.

Tenha uma boa argumentação, apresentando fatos sólidos, com embasamento teórico. Essa é a melhor forma de não passar vergonha e não propagar informações falsas. 

6. Não aborde temas polêmicos

Infelizmente, existem muitos assuntos que ainda são tabus, sendo a internet o pior lugar para debater sobre esse tipo de conteúdo. Por isso, quando algum amigo começar a tratar temas complexos e que as opiniões são bastante divergentes, como política e religião, tente não entrar no assunto. Afinal, nesses casos, não existe uma resposta ou posicionamento certo.

Se você quer mesmo ter uma conversa sobre determinada pauta, deixe para expor sua opinião pessoalmente, quando cada um poderá apresentar os argumentos e, talvez, cheguem a algum consenso — o que é bastante improvável se tratando de temas complexos e polêmicos. 

Para ilustrar melhor o assunto, basta lembrar-se do episódio do rapaz que foi demitido do estágio após ironizar o movimento feminista em sua rede social. No caso, além de emitir uma opinião para lá de machista, ele ainda utilizou fotos das instalações da empresa nos posts e — adivinha só — o empreendimento não aprovou em nada a atitude do garoto.

7. Não entre em discussões

Tem gente que realmente perde a linha nas redes sociais e acaba entrando em discussões inúteis. Nesse contexto, alguns usuários abrem mão da compostura e começa a usar palavrões e termos vulgares, se expondo sem necessidade alguma.

Lembre-se que quem é de fora não levará em consideração a pessoa que você de fato é para formar uma opinião. Pelo contrário: alguns recrutadores verificarão apenas o que está sendo dito no universo virtual para criar uma imagem sobre você.

Caso você seja o tipo de pessoa que tem várias discussões na timeline — xingando e usando expressões inadequadas — provavelmente a primeira impressão transmitida aos responsáveis pelo RH não será nada legal, concorda?

Portanto, controle-se e evite entrar em qualquer tipo de atrito online. 

8. Bloqueie os amigos inconvenientes

Sabe aquele colega engraçadinho que sempre gosta de fazer uma piadinha de mau gosto, que além de prejudicar sua imagem, deixa-o totalmente sem graça? Para ele, mais vale perder o amigo do que perder a piada, não é mesmo?

Então, não hesite em excluí-lo ou até mesmo bloqueá-lo das suas redes sociais. Obviamente que primeiro vale tentar um diálogo saudável, explicando que você não quer mais — em hipótese alguma — brincadeiras inconvenientes. Mas caso ele não entenda o recado e insista nas indevidas piadas, remova-o e deixe a amizade continuar apenas no mundo real. 

9. Lembre-se que a internet é uma extensão da sua vida 

A melhor forma para evitar possíveis gafes nas redes sociais é ter em mente que a internet é uma extensão da sua vida. Isto é, o que você não deve fazer em casa, na rua, no trabalho ou na faculdade, você também não deve fazer no âmbito virtual.

Quer um exemplo mais claro? Então, vamos lá. Suponha que uma colega de classe discorde de você em uma determinada disciplina. Nesse caso, você defenderá seu ponto de vista numa boa, explicando o porquê não concorda com ela ou criará uma confusão, usando ofensas como estratégia para ganhar o debate? A resposta é óbvia, concorda?

Consegue entender aqui que a educação independente do lugar? Pois, então, o seu comportamento nas redes sociais deve ser o mesmo que você tem no dia a dia, fator que ajudará a melhorar sua imagem no mercado de trabalho. Além do mais, priorize sempre pelo bom senso, evitando assim atitudes impensadas e inadequadas.

Agora é a sua vez! Você já fez alguma das ações apresentadas e elas te prejudicaram? Acrescentaria mais alguma dica na lista? Compartilhe conosco sua experiência!

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *