9 dicas para quem estuda à noite conseguir regular o sono

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Regular o sono estudando à noite é algo menos complicado do que parece. Muita gente acredita que pode enfrentar dificuldades, ficando sonolento e até dormindo em classe se fizer um curso universitário noturno. Mas, para quem trabalha durante o dia, principalmente, esta é a única opção para continuar os estudos.

No entanto, há uma série de coisas que podem ser feitas para termos um sono bem regulado e ficarmos atentos até as dez e trinta da noite. Essas medidas incluem uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos regulares. Confira essas e outras dicas no post de hoje.

1. Não vire noites

Isso mesmo: a primeira dica para manter o sono equilibrado e o corpo vivo, mesmo depois de um dia inteiro de estudos ou de trabalho, é ter tido uma boa noite de sono. Se você tem o horário de meia noite às seis para dormir, durma.

Varar a noite traz cansaço e uma série de problemas de rendimento que podem te perturbar durante todo o dia seguinte (ou além), como falta de concentração e alterações nas memórias de estudo e de trabalho e na memória de longo prazo. Noites sem dormir aumentam nossos índices de corticosterona, o hormônio do estresse.

Lembre-se sempre: é no sono que a gente grava no cérebro tudo aquilo aprendido no dia que passou. Ter os horários de sono regulados e usados em sua plenitude é um bom ponto de partida. O seu corpo precisa reconhecer um padrão de sono, que deve ter, pelo menos, seis horas por dia.

2. Mantenha a postura correta

O sono tem a ver com o relaxamento da musculatura do corpo (relacionada à liberação de um hormônio, a melatonina) e com a nossa presença em ambientes mais escuros. Manter a postura correta é uma forma de evitar que musculatura se relaxe e de chamar o sono para si.

Por isso, nada de deitar sobre a carteira para dar uma descansada: o corpo acaba encarando esse tipo de ação como um convite para o sono chegar. E lembre-se sempre de estudar em ambientes bem iluminados.

3. Alimente-se bem

A ingestão de alimentos gordurosos e pesados depois das 18h pode prejudicar a digestão e, por consequência, a concentração na hora da aula e de dormir. Opte por comer verduras, legumes, peixes e frutas à noite.

Durante as aulas, também tenha frutas e barrinhas de cereal para mastigar e matar a fome. Aliás, não fique faminto durante os estudos, porque isso prejudica a sua concentração.

4. Não consuma estimulantes à noite

Os estimulantes à base de cafeína causam ansiedade e insônia. Com isso, prejudicam o sono noturno. Além do mais, a duração do efeito da cafeína no organismo é prologada — um cafezinho no início do dia tem duração até a noite em nosso corpo.

Não é o caso de eliminá-los completamente da sua alimentação. Uma vez ou outra, eles podem ajudar depois de uma noite de estudos prolongada por conta de um trabalho ou prova, mas é preciso moderar.

5. Sente-se na frente da sala de aula

Fique próximo ao professor durante as aulas. Sente-se em uma carteira na parte da frente da sala de aula. Isso aumenta a sua atenção e te deixa mais aceso para prestar atenção no conteúdo que está sendo repassado.

Prestar atenção nas aulas aumenta a sua atividade cerebral e pode te deixar mais acordado. A voz do professor aumenta a sua percepção e, de forma inconsciente, até mesmo a motivação.

6. Movimente-se

Mexa os pés, masque um chiclete e mantenha o seu corpo em movimento, mexendo os dedos dos pés, por exemplo. Isso contribui para que você aumente a circulação. No caso do chicletes, ele ativa boa parte do fluxo sanguíneo no entorno da cabeça. Pouco tempo depois de iniciar a mascar, o seu sono já pode dar uma boa diminuída.

Se o sono apertar durante a aula, saia da sala para um passeio breve. Dê pulinhos pelo corredor, vá ao banheiro, ative a circulação e volte para a sala.

7. Aposte na água gelada

A hidratação é uma forma de garantir a redução da sonolência. Sempre tenha uma garrafinha de água junto de você, para o consumo durante a aula.

A água gelada ou fria também ajuda na hora do banho. Naqueles dias mais cansativos, tome um banho gelado ou lave o rosto com água fria antes de ir para a faculdade. Tudo isso ajuda a acordar.

8. Pratique exercícios físicos

Essa dica, também bastante comum, faz todo o sentido aqui. A prática de exercícios físicos, ao menos duas vezes por semana, aumenta a presença de hormônios que nos dão a sensação de prazer — como a dopamina e a serotonina. Isso faz com que a sensação de descanso e relaxamento melhorem, contribuindo para um sono mais profundo.

Só tome cuidado para praticar os exercícios pela manhã, à tarde ou no início da noite. A prática antes de dormir pode estimular o corpo e pode prejudicar a chegada do sono. Também não exagere na quantidade de exercícios. Se pegar pesado demais, o corpo ficará cansado e a noite será dolorida e não de descanso.

9. Durma de forma prazerosa

Deixe o ambiente do seu quarto bem cuidado. Sinta-se bem no lugar onde você dorme e estuda. Tome um banho relaxante antes de se deitar. Tudo isso contribui para que você tenha uma noite de sono mais agradável e acorde com maior disposição no dia seguinte.

Como dissemos, lembre-se sempre que o sono é um momento importante para a fixação do conteúdo que você aprendeu. Não abra mão dele e saiba reconhecer os limites do seu corpo. Busque sempre dormir bem e acordar descansado no dia seguinte. Isso fará toda a diferença no seu desempenho enquanto estiver cursando a faculdade.

E aí, o que achou das nossas dicas sobre como se manter acordado estudando à noite. Você sentiu falta de alguma coisa? Já passou por alguma experiência semelhante de ter que estudar à noite? Conta para a gente, comentando aqui no blog.

Se estiver se preparando para o vestibular, confira nosso site dedicado a tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Clique aqui.

Sobre carlos.camara

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *