9 livros para entender a situação dos refugiados sírios

Tempo de leitura: 5 minutos

A cada dia, a situação na Síria parece se complicar e, consequentemente, o número de refugiados sírios também aumenta. De acordo com a ONU, as batalhas já mataram mais de 400 mil pessoas e levaram mais de 4,5 milhões de pessoas a fugirem do país.

Principalmente em Aleppo, cidade mais afetada pelos ataques dos rebeldes, medo e desespero afetam gravemente a todos e atmosfera de terror está em todos os lugares — o desejo de sair de lá parece um sonho impossível.

No entanto, como você vai perceber ao longo deste post, o fato de pessoas serem obrigadas a migrar para outros países, sendo submetidas a situações inumanas durante o trajeto, não é de hoje que acontece.

Se você lê diariamente notícias relacionadas sobre os refugiados sírios, mas não entende direito o drama que está se passando com eles, continue a leitura do nosso post de hoje. Nele, indicaremos alguns livros essenciais para compreender melhor o que está acontecendo na Síria. Confira:

9 livros para entender a situação dos refugiados sírios

1. Estado Islâmico: Desvendando o exército do terror, de Michael Weiss e Hassan Hassan

Escrito pelo jornalista americano Michael Weiss e o analista sírio Hassan Hassan, esta obra explica o crescimento exponencial do grupo Estado Islâmico, quem são seus líderes, como eles conseguem atrair cada vez mais adeptos e ganhar força no Oriente Médio. Os autores acreditam que é preciso primeiro compreender como eles operam e, então, buscar soluções que os impeçam de continuar espalhando o terror.

2. Pangeia: Fragmentos da guerra da Síria no Brasil, de Gabrielle Albiero e Luiza Aguiar

Este é um livro-reportagem escrito por duas brasileiras, Gabrielle Albiero e Luiza Aguiar, narrado do ponto de vista de refugiados que estão abrigados na cidade de Campinas, em São Paulo.

Dentre os temas que são abordados, é possível acompanhar de perto quais são os desdobramentos históricos dessa guerra, tanto de uma maneira mais contextual como individual de cada refugiado entrevistado.

Além disso, as autoras dividem com a gente toda a burocracia que eles passaram para conseguir embarcar para o Brasil, como tem sido o choque cultural e a adaptação deles em um país tão diferente.

3. Migração e identidade, de Maria Jandyra Cavalcanti Cunha & Outros

Por ter diferentes materiais, escritos por diferentes profissionais, como fotógrafo, antropólogo, linguista, professor de literatura, jornalista, entre outros, esta rica obra permite contemplar diversas perspectivas de um mesmo problema social.

4. Dias de inferno na Síria, de Klester Cavalcanti

Dias de inferno na Síria é um livro tão intenso que o autor Klester Cavalcanti recebeu um Prêmio Jabuti de Literatura, na categoria reportagem, por conta dessa obra.

Ele, único brasileiro a conseguir entrar em Homs, uma das áreas mais afetadas pela guerra na Síria, relata de uma forma única como foi capturado, torturado e preso com cerca de outros vinte detentos durante seis dias. A leitura é mais do que recomendada.

5. Refugiados — Em busca de um mundo sem fronteiras, de Ricardo Bown

Não é porque este livro é voltado para o público infantil que ele seja mais fácil de ler ou menos tocante. Ricardo Bown assumiu a pesada tarefa de contar para crianças o que se passa na Síria, porque milhares de pessoas precisam abandonar o seu país e como nem sempre eles são bem recepcionados.

Mais do que contar uma história, este livro ensina uma lição: de que todos somos iguais, independentemente da raça, gênero, cultura, religião e outras crenças.

6. Judeus em Portugal durante a II Guerra Mundial, de Irene Pimentel

Ao longo da história do nosso planeta, infelizmente, muitos foram os casos de história de refugiados. Neste livro, Irene Pimentel descreve como alguns judeus conseguiram escapar para Portugal durante a Segunda Guerra Mundial. Mas como ela bem mostra, nada foi fácil para eles na nova “terra”.

7. Refugee Boy, de Benjamin Zephaniah

Este livro não aborda necessariamente a história de um refugiado sírio, mas nos mostra que há outros locais no mundo que já passaram ou que ainda passam por uma situação semelhante.

Na obra de ficção de Benjamin Zephaniah, acompanhamos o jovem Alem Kelo, de 14 anos. Para fugir da guerra civil na Etiópia com o pai, eles embarcam para Londres, na Inglaterra. Ao chegar no país, o pai não é autorizado a entrar pela imigração e teve que retornar.

Vivendo sozinho na Inglaterra, ele teve que aprender a aceitar o preconceito e discriminações, além de ter que lidar com a morte da mãe que foi assassinada na Etiópia.

8. The Silver Sword, de Ian Serraillier

Esta é uma obra em inglês que deixa claro que o problema dos refugiados é algo que apesar de incalculável e inimaginável, existe há muito tempo. Apenas após a Segunda Guerra Mundial, como relata a obra, cerca de 14 milhões de pessoas saíram de seus países de origem e se espalharam ao redor do mundo para fugir dos conflitos.

Com este livro, é possível ter uma perspectiva histórica e perceber como algo que aconteceu há muitos anos ainda exerce influência nos acontecimentos atuais.

9. Home, de Warsan Shire

Em nosso último exemplo, a indicação não é um livro, mas, sim, um poema curto em inglês, que reflete de maneira única a realidade vivida diariamente por milhares de refugiados sírios. Escrito pela britânica Warsan Shire, ela expõe de maneira tão real e tão forte, que não teria forma melhor de terminar este post.

Em um trecho, ela chega a afirmar que:

“You have to understand, that no one puts their children in a boat unless the water is safer than the land”, que poderia ser traduzido de forma literal para “Você deve compreender que ninguém coloca os próprios filhos em um barco, se a água não fosse mais segura do que a terra”.

Já conhecia algum desses livros? Acha que eles podem contribuir para ajudá-lo a refletir melhor sobre o tema? Compartilhe com a gente a sua opinião. E se você quiser ficar por dentro de todas as dicas e novidades, siga a Uni BH no Facebook, no Twitter, no LinkedIn, no Instagram e no YouTube!

Sobre carlos.camara

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *