Como funciona um pedido de transferência de universidade?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Custos elevados, insatisfação com o curso, distância entre a faculdade e a casa. Esses são apenas alguns dos motivos que podem fazer um estudante pedir uma transferência de universidade. E, com o pedido, vem uma grande responsabilidade, já que a transição ficará gravada no currículo e afetará os resultados da carreira.

Não sabe se vai ou se fica? Quer entender um pouco mais sobre o processo? Então veja a seguir como funciona um pedido de transferência e saiba como avaliar se é a decisão certa a ser tomada.

Como acontece o pedido de transferência de universidade?

Quando um aluno deseja mudar de universidade, o pedido de transferência deve ser solicitado junto à instituição no qual ele está matriculado. Isso normalmente é feito na coordenação do curso no qual ele está inscrito e que detém todos os dados acadêmicos.

Os documentos a serem solicitados dependem da instituição de ensino de destino, mas o principal objetivo é provar que você é um estudante universitário. Na maioria dos casos, as exigências incluem documentos pessoais, de matrícula e o histórico acadêmico na faculdade. Esse histórico contém informações sobre as disciplinas já cursadas, seus conteúdos programáticos e suas cargas horárias.

Certas universidades também exigem uma prova de transferência para avaliar a capacidade técnica do aluno e podem delimitar uma carga horária mínima e/ou máxima para que a mudança se concretize.

Uma coisa importante a ser observada é que essa transferência só pode acontecer quando ou se houver vagas disponíveis na instituição de ensino de destino. No geral, as universidades divulgam novas vagas em determinados períodos do ano, mas dependendo do tipo de instituição e do curso desejado há vagas disponíveis ao longo de todo o ano.

Se for feito da maneira correta, esse processo geralmente permite o aproveitamento de disciplinas. Se a transferência é para um curso igual ou, no mínimo, semelhante, o estudante pode ter algumas de suas matérias eliminadas na nova universidade por já tê-las cursado de maneira anterior.

Um estudante de Engenharia que decide se transferir para outra universidade, mas no mesmo curso, por exemplo, provavelmente poderá cortar matérias como Cálculo e Física. Caso ele decida fazer uma transferência para um curso como Marketing, por outro lado, talvez não consiga fazer nenhum corte, mas poderá aproveitar alguma matéria como hora extracurricular, por exemplo.

Cada instituição tem seus próprios critérios para decidir se uma matéria já cursada poderá ou não substituir outra presente no curso.

O que avaliar antes de fazer a troca?

Por mais tentador que pareça simplesmente dar uma guinada e trocar de universidade, essa é uma atitude que impacta o seu currículo. Se o impacto será positivo, entretanto, é algo que depende de você. Para garantir que essa seja uma boa mudança é preciso ir além e avaliar mais do que apenas os custos.

Os fatores que devem ser levados em consideração são:

Estrutura das instituições

Antes de fazer a troca, pondere as diferenças entre as estruturas da faculdade de destino e de origem. Se a faculdade para a qual você pretende pedir transferência possui mais laboratórios, um campus melhor, salas mais equipadas e uma infraestrutura mais robusta, então a troca será benéfica inclusive para o seu aprendizado.

Oferta de oportunidades

Você também deve ficar ligado em qual é a oferta de oportunidades. A universidade de destino tem convênios com empresas? Há mais chances de conseguir um intercâmbio, uma bolsa ou um emprego na universidade de destino? Se a resposta for “sim”, então a troca provavelmente vai expandir as possibilidades para sua carreira.

Impacto do nome da universidade no mercado

Por falar nisso, é interessante pensar no peso do nome da universidade no mercado. Instituições especialistas em um determinado ramo, que tenham bom histórico ou que sejam de tradição normalmente pesam positivamente no currículo em relação às de menos prestígio. Se a sua universidade atual tem mais reconhecimento e peso no mercado do que aquela para a qual você pretende ir, então a troca talvez não seja a melhor opção.

Networking

Networking consiste em fazer contatos dentro de certos ambientes e que podem ser relevantes para a sua carreira. Só com isso já dá para saber que a faculdade é um ótimo lugar para começar sua rede de contatos, não é?

Por isso, pense nas oportunidades que você tem na sua universidade e nas que terá com uma possível transferência. Avalie os professores e seus reconhecimentos, pense em profissionais de sucesso que se formaram na universidade e veja qual será sua exposição a grandes nomes que podem te ajudar no mercado.

Essa pode ser a grande diferença entre ter uma grande oportunidade de trabalho ou não ter contatos relevantes.

Distância de casa e do trabalho

Um fator que não pode ser ignorado é a distância de casa. Se a sua universidade atual é mais perto, mas a outra é melhor em todos os sentidos, ir para mais longe fará bem para sua carreira. Já se elas estão em pé de igualdade, mas a muitos quilômetros de distância, a troca pode não ser a melhor coisa.

Mas como saber se é hora de pedir transferência?

No ímpeto de mudar ou de resolverem suas insatisfações, muitos estudantes decidem adotar a transferência de universidade. Não é bem assim que as coisas devem funcionar. Antes de pensar em se transferir e mudar sua vida acadêmica por completo, procure entender quais os motivos que fazem com que você esteja insatisfeito.

Se for algo estrutural, como o conteúdo programático ou a infraestrutura, a transferência pode ser a melhor pedida. Mas se o problema são os professores, a dificuldade do curso ou mesmo os custos, o melhor é procurar a instituição, conversar e buscar a melhor saída.

Pedir transferência de universidade não é uma tarefa simples, já que envolve documentação, burocracia e uma mudança importante em seu futuro profissional. Se você fizer o pedido do jeito certo e, principalmente, embasá-lo em motivos realmente concretos, entretanto, essa mudança tem tudo para trazer novos ares para sua carreira e te levar direto para o sucesso!

Fazer o pedido de transferência pelos motivos errados pode prejudicar sua carreira, mas esse não é o único erro a ser evitado. Para prevenir estragos no futuro, aproveite para ler este post e descubra como não comprometer a sua vida profissional.

Veja também como requisitar transferência para o UniBH!

Sobre carlos.camara

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *