Escolha da profissão: como lidar com a pressão dos pais

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O ensino médio é um dos períodos mais empolgantes na vida do estudante, embora também seja um dos mais complicados. Isso porque, além de a pressão e a responsabilidade aumentarem significativamente nessa etapa — afinal, é o período que precede o vestibular —, esse também é o momento de decidir qual será o futuro depois do colégio.

Alguns, ainda indecisos, preferem escolher o caminho só depois que se formam no colégio. Por outro lado, há um grupo que está certo do que quer e começa a traçar os planos para conquistar os objetivos desde muito cedo. Sim, para eles, a primeira etapa da jornada foi concluída, mas, infelizmente, nem sempre conseguem os resultados que esperam.

Acontece que, em alguns casos, os pais interferem diretamente na escolha feita pelos filhos, ora por projetarem os próprios sonhos nos jovens, ora por desconhecerem completamente a carreira escolhida. Nesse cabo de guerra entre os desejos pessoais e a preocupação paterna, toda a certeza que o jovem poderia ter a respeito do seu próprio futuro começa a desmoronar.

A pergunta que pretendemos fazer nesse post, então, é a seguinte: como lidar com a pressão dos pais durante a escolha da profissão? Pretendemos respondê-la ao longo deste post. Confira, logo a seguir, cinco dicas para que suas certezas apenas aumentem e os seus pais se sintam mais seguros.

Conheça a opinião dos seus pais

Claro, fazer a escolha da profissão é o passo inicial, mas é sempre bom testarmos as nossas certezas — afinal, o peso desse tipo de decisão gera consequências pro resto da vida, certo? Por isso, nossa primeira dica é conhecer muito bem a opinião dos pais.

Essa é uma oportunidade não só para ouvir a opinião de outras pessoas — que certamente têm mais experiência do que você —, mas, principalmente, para testar e validar suas ideias.

Eles podem apresentar pessoas do ramo, contar experiências familiares, mostrar pontos que você não havia pensado quando tomou a decisão, entre muitas outras coisas. Na conversa, você pode verificar, aos poucos, se todas aquelas certezas que tinha eram realmente válidas ou se podiam ser facilmente contestadas.

Além disso, para argumentar bem, é preciso conhecer bem a posição do outro lado, não é verdade?

Estude bastante a carreira almejada

Sim, ouvir a opinião dos pais é fundamental, no entanto, você não pode chegar nessa conversa despreparado. Se realmente quer convencê-los de que a sua escolha é a mais sensata, então deve pesquisar bastante sobre a sua futura área de atuação para convencê-los de que está no caminho certo.

Entreviste pessoas da área, frequente universidades, participe de grupos nas redes sociais e, principalmente, realize testes vocacionais — esse é um assunto que abordaremos mais a frente, por sinal.

Procure informações como a remuneração média, os cargos que podem ser ocupados, exemplos de sucesso, empresas do mercado, e qualquer outro tipo de detalhe que possa reforçar o seu posicionamento. Dessa forma, ao ser perguntado sobre o motivo da escolha, você estará afiado, com todos os argumentos na ponta da língua.

Programe visitas às instituições de ensino

Você conheceu a opinião dos seus pais e mostrou tudo o que sabe sobre a carreira que pretende seguir. Ainda não foi o suficiente? Então que tal convidá-los a visitar a universidade de interesse? Essa pode ser uma excelente oportunidade para que os próprios pais entrem em contato com professores, alunos e profissionais da área. Dessa forma, eles podem se sentir mais seguros sobre a escolha realizada por você, afinal, terão todo o suporte de quem verdadeiramente conhece o assunto.

Muitas universidades, inclusive, possuem programas de visita guiada, o que pode ser uma excelente oportunidade não só para que os pais compreendam um pouquinho mais sobre a futura carreira do estudante, mas, principalmente, para que o próprio aluno descubra mais sobre a carreira que pretende seguir.

É claro, conhecer a estrutura da faculdade também é fundamental para aumentar as certezas e evitar qualquer tipo de decepção no futuro.

Realize os testes vocacionais

Certamente, qualquer pai ou mãe se sente muito mais seguro quando percebe que o filho escolheu uma carreira para a qual verdadeiramente tem vocação. Afinal, independentemente da área escolhida, a concorrência é sempre muito alta. Não basta, portanto, ser apenas mais um aluno ou profissional entre os milhares: é fundamental se destacar para ser um dos melhores do ramo.

Por isso, os testes vocacionais também podem ser uma excelente alternativa para convencer os pais e, principalmente, para convencer a si mesmo de que esse é o melhor caminho. Afinal, assim você tem um embasamento muito maior para pautar a sua escolha, de acordo com métodos racionais, reconhecidos mundialmente.

Nos testes vocacionais você pode descobrir desde o segmento de atuação, como Humanas, Exatas e Biológicas, até o curso mais indicado. Todas as avaliações têm como grande objetivo traçar o perfil do aluno, compatibilizando com as necessidades e aptidões de todas as áreas. Em outras palavras, essa é uma fase fundamental, realizada antes mesmo da escolha da profissão.

Mostre resultados constantemente

Por fim, nossa última dica é simples: mostre resultados! Os pais costumam confiar muito mais nos filhos quando eles provam que podem ser responsáveis e cumprir com suas tarefas diárias. Portanto, todo o processo de convencimento começa já no colégio, momento em que o aluno deve se esforçar, mostrar boas notas, engajamento e, principalmente, comprometimento.

Sem dúvidas, se os resultados forem apresentados já no colégio, os pais se sentirão seguros e respeitarão as decisões do filho com muito mais facilidade. Por isso, embora sejam indispensáveis para reduzir a pressão dos pais, não basta apenas seguir as dicas que listamos anteriormente.

O aluno deve provar que é maduro e que pode tomar decisões sozinho. Afinal, como vimos ao longo do texto, a escolha da profissão definitivamente é um marco na vida de uma pessoa e não pode ser tomada de qualquer jeito.

Gostou das nossas dicas? Então que tal assinar a nossa newsletter e ficar por dentro das nossas atualizações? Aproveite para conhecer os cursos do UniBH e fazer a melhor escolha para a sua carreira!

Sobre carlos.camara

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *