Quais as vantagens de ser um psicólogo autônomo?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Uma vez graduado no curso de Psicologia, o profissional passa a enfrentar um problema muito comum nessa área: decidir qual carreira seguir. Enquanto uns preferem trabalhar em equipes de RH de grandes empresas, em escolas ou em hospitais, outros preferem seguir o caminho da docência. Há ainda quem deseje empreender e ter o seu próprio consultório.

Se tornar um psicólogo autônomo é um caminho interessante, tem seus prós e seus contras, mas o fato é que essa não é uma decisão que se possa tomar sem pensar em cada detalhe e ponderar todos os “se” que surgirem.

Para te ajudar a tomar essa importante decisão, trouxemos, no artigo de hoje, quais as vantagens de ser um psicólogo autônomo e quais os cuidados a serem tomados a esse respeito. Ficou curioso? Então, continue a leitura e confira!

Quais as vantagens de ser um psicólogo autônomo?

Bem como em qualquer outro tipo de empreendimento, ter seu próprio consultório de Psicologia é trabalhoso, pois exige muita dedicação, mas também confere ao profissional autônomo alguns benefícios que, em outra modalidade de trabalho, seriam impossíveis.

Dentre tais benefícios, é possível destacar horários mais flexíveis, liberdade nos processos, a livre escolha dos detalhes de seu consultório, e a possibilidade de exercer outras funções, por exemplo. Mas vamos destrinchar cada um desses pontos:

Horários flexíveis

Quem não gostaria de ter uma vida profissional absolutamente bem alinhada com sua vida pessoal? Organizar e controlar os horários de atendimento de acordo com sua agenda social e determinar qual o volume diário de trabalho são vantagens conferidas ao psicólogo autônomo.

A partir do momento em que você abre seu próprio consultório, não vai precisar se sobrecarregar, nem perder compromissos importantes por conta do trabalho, se não quiser. Tudo será uma questão de organização pessoal, sem interferência de terceiros.

Liberdade nos processos

Escolher qual a melhor maneira de trabalhar, qual especialidade atender, quais métodos utilizar, dentre outros detalhes, não serão um problema, já que sem um chefe ou sem regras que costumam padronizar as clínicas, quem decide como proceder em cada situação é você.

Em outras palavras, você poderá exercer sua profissão da melhor maneira sem se preocupar com a pressão de ter de se adequar a padrões pré-estabelecidos por outras pessoas.

Escolha do consultório

Outra vantagem da qual o psicólogo autônomo poderá usufruir é em relação ao consultório em si. A localização dele, o tamanho do espaço, a decoração, bem como o horário de funcionamento, se haverá ou não estacionamento, acessibilidade para pessoas com locomoção limitada, enfim, cada detalhe do ambiente de trabalho poderá ser escolhido a dedo.

Decidir se vai comprar, alugar ou sublocar um espaço também fica inteiramente a seu critério. Assim, é possível ter um ambiente de trabalho totalmente adequado aos seus gostos e às suas necessidades, deixando-o confortável para exercer sua função com mais tranquilidade.

Possibilidade de exercer outras funções

Obviamente, ao abrir um consultório, o psicólogo autônomo terá de investir tempo, energia e dinheiro para que sua carreira evolua. Mas isso não significa, necessariamente, que ele deve deixar outras paixões profissionais de lado.

A partir do momento em que você se torna dono do próprio negócio e senhor de seus próprios horários, fica muito mais simples conseguir conciliar a função de psicólogo com outras funções no seu dia a dia, que envolvam ou não a Psicologia.

Quais os cuidados ao abrir um consultório?

Para que as vantagens de ser um psicólogo autônomo possam ser aproveitadas plenamente, alguns cuidados no momento de abrir um consultório devem ser considerados. Afinal, empreender, apesar de ser vantajoso, não é tão simples quanto parece, pois exige um planejamento cuidadoso.

É importante levar em conta, por exemplo, a parte administrativa, sobretudo como a parte financeira será gerenciada, além, é claro de saber ter foco para conseguir consolidar sua carreira como psicólogo.

Instabilidade nas finanças

Como vimos, o primeiro cuidado que se deve ter ao seguir a carreira de psicólogo autônomo diz respeito às finanças. Se você ainda não tem um grande volume de atendimentos que supra a demanda de despesas fixas mensais, é importante não entrar de cabeça em um empreendimento como esse, esperando que o retorno apareça como mágica.

Preocupe-se primeiro em fazer escolhas prudentes — como procurar um espaço com aluguel baixo, a princípio — além, é claro de procurar fazer uma boa divulgação e captar e fidelizar um número mínimo de pacientes para que as contas primárias sejam supridas.

No mais, esteja preparado para qualquer inconveniente financeiro, mantendo uma quantia reserva, pelo menos, até que a velocidade de retorno seja suficiente para criar a estabilidade financeira necessária para que você possa continuar com as atividades sem comprometer os seus ganhos.

Lembre-se que ser autônomo significa que os benefícios como 13º, férias, vale-refeição, comissão ou adicional por hora extra, por exemplo, não mais existirão e todo e qualquer ganho financeiro dependerá do número de atendimentos que você realizar.

Isso significa que um planejamento financeiro que leve em consideração não somente os aspectos inerentes ao atendimento, mas também contratempos como a crise financeira, os recessos, bem como fins de semana e feriados, é de essencial importância.

Habilidade com a parte burocrática

Em relação ao âmbito administrativo, os aspectos burocráticos que envolvem a abertura de um consultório podem ser um tanto desmotivadoras se você não se preparar. Portanto, antes de abrir um consultório, informe-se bem sobre como funciona a parte administrativa, quais os impostos a pagar e como abrir e manter o seu CNPJ.

Assim, você não gastará tempo e energia desnecessariamente, nem terá surpresas desagradáveis.

Foco e disciplina

Tudo na vida tem dois lados. Se por um lado é muito bom poder fazer os próprios horários, por outro, pode ser uma armadilha se você não tiver o foco e a disciplina necessários.

Não deixe o fato de você não ter chefe nem metas estipuladas por terceiros atrapalharem os seus rendimentos. É importante ser automotivado, e trabalhar muito. Será preciso acordar cedo e trabalhar até tarde, principalmente no começo de sua carreira, se você almeja obter bons rendimentos.

Em resumo, se você tiver os pés no chão e tomar todos os cuidados necessários, sem dúvida, conseguirá construir e consolidar uma carreira de sucesso enquanto psicólogo autônomo. Dessa forma, vai usufruir de todas as vantagens de um empreendedor com a certeza de seguir a carreira que ama!

E então, você pensa em abrir seu próprio consultório? Conta para a gente nos comentários! E aproveite para compartilhar esse artigo com os seus amigos nas redes sociais.

Mas, se você está interessado em cursar uma faculdade complementar ao curso de Psicologia, clique aqui e fique por dentro de tudo o que você precisa saber sobre uma segunda graduação.

Sobre carlos.camara

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *