Qual o curso superior ideal para seguir na carreira política?

Tempo de leitura: 7 minutos

Em uma década com tantos acontecimentos políticos relevantes no Brasil, como o fim do julgamento do Mensalão, Operação Lava-Jato, manifestações populares pelas ruas e o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, é até natural que cresça o interesse de jovens pela carreira política.

Quem entra na universidade com esse pensamento, pode ainda ter dúvidas a respeito dos cursos mais indicados para se preparar para uma vida pública. Afinal de contas, a política abrange diversas outras áreas de interesse da sociedade, como economia, segurança, saúde, educação, tecnologia e políticas públicas.

Para facilitar um pouco sua vida, selecionamos, neste texto, 5 graduações que poderão ajudá-lo nessa empreitada. Continue acompanhando!

Direito

Um dos cursos mais populares também é um dos mais recomendados para quem pretende seguir na vida pública. A propósito, não é difícil lembrar de líderes de grandes nações que são advogados por formação, como o ex-presidente dos EUA, Barack Obama, o atual presidente francês, François Hollande, e o atual brasileiro, Michel Temer.

A vantagem do curso de Direito está em sua abrangência. Nele, você pode ter contato e ainda se aprofundar em diversos ramos, como direito civil, penal, constitucional, público, administrativo e tributário.

Carregar, desde sua formação universitária, esse domínio sobre o que pode ou não ser feito dentro da lei é uma vantagem considerável para quem quer se tornar um político. Você ainda pode levar em conta a facilidade maior para legislar e compreender os limites constitucionais de suas decisões.

Administração

Um dos atributos que se espera de um bom administrador é que ele consiga atingir suas metas com eficiência, ou seja, produzindo mais resultados gastando a menor quantidade possível de recursos.

E isso tem tudo a ver com quem pretende se tornar um líder político. Afinal, para administrar uma cidade, um estado ou um país, é preciso saber gerenciar muito bem os recursos que tem à disposição. Não só recursos financeiros, como também fiscais, humanos e estruturais.

curso de Administração também pode ajudar a ampliar sua capacidade analítica, para, assim, considerar todos os fatores que possam influenciar suas tomadas de decisões, como os critérios econômicos, sociais e culturais. Isso é fundamental para quem está na vida pública, principalmente porque suas escolhas influenciam a rotina de sua população e de outros países.

Se, para uma média e grande empresa, o papel do administrador é fundamental para manter sua competitividade e gerar crescimento, imagine no setor público?

Economia

Partindo do princípio de que tudo que precisa ser feito na esfera pública depende de dinheiro, nada mais apropriado do que estudar os fundamentos da Economia para seguir na carreira política.

Os cursos de Economia, especialmente os com ênfase em Macroeconomia – que se estende a um âmbito nacional e mundial – podem preparar o aluno para entender os impactos da produção e distribuição de recursos financeiros em uma sociedade. A formação ajuda o aluno a ter mais condições de desenvolver políticas públicas voltadas para a construção, aumento e manutenção de patrimônio para a população.

Além disso, o político formado nessa graduação tem mais capacidade de alocar recursos de modo que mantenha a economia de um país aquecida. Trata-se, por exemplo, de decisões acerca da taxa básica de juros ou da inflação – fatores que influenciam no poder de consumo do povo e na atratividade para investidores externos.

Mesmo que você não faça um curso de Economia, certamente você precisará ter boas noções dessa área se quiser seguir na carreira pública. Afinal, uma economia quebrada de uma cidade, estado ou país gera desemprego, queda no comércio, aumento da violência e uma série de outras consequências negativas que prejudicam a imagem de qualquer líder político.

Ciências Sociais

As teorias sobre a criação e a organização das sociedades e suas respectivas relações sociais, econômicas, culturais e políticas são os objetos da graduação em Ciências Sociais. Assim como o direito, trata-se de um curso muito abrangente, pois engloba estudos sobre os conflitos sociais, as culturas dos povos, Filosofia e muitas outras áreas.

As três principais ênfases dessa graduação são a Sociologia (formação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso), a Antropologia e as Ciências Políticas. Essa última merece uma atenção especial da nossa parte.

Isso porque essa área, que, inclusive, já possui graduações próprias, é uma das mais valiosas para quem quer seguir carreira política. Ciências Políticas é um campo de estudo que se aprofunda na análise da formação e desenvolvimento de sistemas políticos, Estados, geopolítica, poderes constitucionais, movimentos sociais e partidos políticos.

Esses são fundamentos essenciais para quem quer ser um líder público mais preparado para lidar com as consequências sociais e políticas de suas decisões. É uma abordagem diferenciada, talvez menos pragmática, em relação à visão de um administrador ou economista, porém tão importante quanto no que tange à influência no dia a dia da população.

Gestão Pública

Todo grande político deve, além de reunir as qualidades reforçadas pelos cursos listados até aqui, ser um bom articulador. Afinal de contas, se você pretende seguir nessa carreira, deverá saber negociar os interesses de governos, sociedade, empresas e outros países.

Nesse sentido, o curso de Gestão Pública será de grande ajuda. Essa graduação prepara o aluno para planejar, executar, avaliar e otimizar políticas públicas, licitações, orçamentos e outros processos gerenciais comuns na administração de uma cidade, estado ou país.

O curso tem uma pegada parecida com a da Administração, só que com enfoque na esfera pública. E a diferença é considerável, já que as normas que regem as instituições e órgãos governamentais são bem particulares e diferentes das do mercado.

Em gestão pública, o aluno terá contato com conceitos de outras áreas abordadas neste texto, como Ciências Sociais e Direito, além de segmentos como Relações Internacionais, História e Gestão de Projetos.

Outros cursos

Até aqui, optamos por selecionar cursos mais abrangentes, que passem uma visão mais completa para o aluno que pretende seguir na carreira política. No entanto, é possível ingressar em uma graduação mais específica, mas que traga os conhecimentos necessários para se especializar em alguma área de grande interesse da sociedade. São os casos das faculdades de:

  • Medicina
  • Pedagogia
  • Engenharias
  • Relações Internacionais
  • Ciências Contábeis
  • História

No fim, para ser político, pouco importa se você pretende fazer um curso na área de humanas ou exatas. Não há uma faculdade certa para essa carreira. O que interessa é desenvolver e aprimorar, ao longo da sua graduação, seu senso de participação na vida pública. Com isso, você saberá contribuir, com o conhecimento adquirido em sua área, para mediar os interesses e melhorar as condições de vida da nossa sociedade.

E então, gostou de conhecer os cursos que podem te preparar melhor para uma carreira política? Assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos e dicas sobre a vida acadêmica.

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *