Qual o melhor momento para mudar de curso na faculdade?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Mudar de curso: eis um dilema mais comum do que se imagina. Você começa a faculdade na maior empolgação, afinal, tudo é novidade. Mas, passado um tempo, começa a não se sentir tão motivado como antes, e as aulas parecem demorar uma eternidade.

Esses são alguns dos sintomas que demonstram que talvez seja o momento de trocar a sua escolha acadêmica, pelo bem da sua carreira e da sua realização pessoal. Mas como descobrir se é realmente a hora de mudar de curso na faculdade?

Confira a seguir algumas dicas que podem te ajudar a encontrar uma saída.

O momento para mudar de curso

Você não se sente motivado durante as aulas

Seja qual for o seu curso, não há sensação pior do que se sentir desanimado durante as aulas. O desinteresse nos assuntos da sua área pode fazer com que você se sinta entediado e que tenha um baixo rendimento acadêmico — o que é prejudicial para a sua formação e para o seu futuro profissional.

Se durante as aulas você considera todas as suas disciplinas uma tremenda chatice, é provável que esse curso não seja para você. Nesse caso, trocar de curso é, realmente, uma boa alternativa.

Você se decepcionou com o seu curso

Algumas pessoas escolhem um curso de faculdade sem ter pesquisado suficientemente a respeito dele. Aí, quando a graduação começa, as decepções e as frustrações também dão as caras.

O ideal é conhecer detalhes específicos a respeito da carreira que você pretende seguir antes mesmo de prestar o vestibular. Para isso, você pode responder algumas perguntas, como:

  • como funciona a grade curricular do curso?

  • você tem aptidões relacionadas às matérias da grade curricular?

  • quais oportunidades estarão disponíveis a você depois de formado?

Porém, se você entrou na faculdade sem saber exatamente o que encontraria pela frente, não há razões para se desesperar. Agora, a melhor opção talvez seja mudar de curso e ir em busca da carreira dos seus sonhos.

Você percebeu que não tem afinidade com a área escolhida

Imagine um estudante que cursa Medicina ou Enfermagem mas não aguenta ver uma gota de sangue e detesta lidar com gente; ou então um aspirante a pedagogo que não leva o menor jeito com crianças…

Pode acontecer de você ter ingressado em um curso e, com o tempo, perceber que a área escolhida não tem nada a ver com você. Se depois de refletir bastante você perceber que essa é a sua situação, não pense 2 vezes na hora de trocar de curso.

Você descobriu outra área que é mais a sua cara

Você até gosta do curso que faz, mas, por acaso, encontrou uma área que tem ainda mais a ver com tudo que você espera de uma faculdade e de uma profissão. Se, depois de ponderar os prós e os contras, você perceber que seria muito mais feliz e realizado nessa nova área, esse pode ser um indicativo de que está na hora de mudar de curso.

Agora que você já conhece alguns indicadores que mostram qual é o melhor momento para mudar de curso na faculdade, vamos descobrir a resposta para uma pergunta ainda mais importante: “como mudar de curso?”.

Como mudar de curso na faculdade

Procure por cursos similares

Tem gente que não curte muito o curso que faz, mas até que gosta da área de atuação na qual ele está inserido. Por exemplo: você começou a fazer o curso de Letras, mas não gostou dele. Porém, você gostaria de seguir a carreira docente. Então, que tal investir em Pedagogia, História ou qualquer outra licenciatura?

Veja quais cursos mantêm relação com a área que você goste e opte pelo que mais se aproxime do que você espera.

Descubra se é possível fazer transferência interna

Muitas instituições permitem que os alunos mudem de curso durante o ano letivo, sem que para isso precisem ir estudar em outro lugar. Isso ajuda a economizar tempo, dinheiro e é, sem dúvida, uma experiência mais tranquila do que ter que se submeter ao vestibular novamente.

Descubra como funcionam os procedimentos de transferência interna em sua instituição e aproveite a chance de estudar aquilo que você realmente quer.

Tente realizar o aproveitamento de disciplinas

Alguns cursos têm disciplinas em comum e, na hora de mudar de curso, isso é excelente, pois permite que o aluno não perca completamente aquilo que estudou no curso anterior. Antes de abandonar tudo o que você estudou e começar do 0, veja se há cursos que podem aproveitar as disciplinas nas quais já obteve aprovação.

Se for eventualmente mudar de instituição de ensino superior, fique atento. Mesmo em cursos aparentemente iguais, aspectos importantes — como o conteúdo programático e carga horária das disciplinas — podem ser diferentes. E isso pode te impedir de aproveitar o que estudou anteriormente!

Se necessário, comece tudo de novo

Se depois muita reflexão você perceber que a área que faz seu coração bater mais depressa não tem a menor ligação com o curso que faz atualmente, nada de pânico! Vale muito mais a pena largar tudo agora, enquanto você ainda é apenas um estudante, e começar uma nova jornada do que se formar e atuar anos em algo que não te faz feliz para só então tomar coragem para mudar os seus rumos.

Estudar nunca é em vão, e ainda que você mude para um curso totalmente diferente do atual, muitos ensinamentos terão sido aproveitados.

Assim que tomar a grande decisão, informe-se sobre os procedimentos burocráticos e siga em frente. Mas, antes de qualquer coisa, pare, reflita e tente descobrir o que efetivamente te incomoda no seu atual curso. Talvez, uma pequena mudança de atitude ou de mentalidade pode fazer você encarar a faculdade sob uma nova perspectiva.

O curso superior que você concluir vai definir não apenas a sua profissão, mas muitos outros aspectos da sua vida. Sendo assim, vale a pena gastar um bom tempo tentando tomar a decisão mais acertada, não é mesmo?

Se você gostou dessas dicas para mudar de curso, continue em nosso blog e leia o post “7 dicas para sobreviver aos trabalhos em grupo na faculdade!”. Aproveite para conhecer as oportunidades oferecidas pelo vestibular do UniBH!

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *