Vale a pena investir em uma licenciatura?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Vivemos em um país que pouco valoriza a educação básica de nossas crianças. Especialmente no ensino público, todos os dias nos deparamos com notícias que demonstram o descaso com que a formação da próxima geração de brasileiros vem sendo tratada há décadas. Falta de recursos, pouco incentivo, e sucateamento de estruturas e materiais são queixas comuns de quem conhece a realidade das escolas públicas brasileiras.

Justamente por isso, muitos estudantes costumam se questionar se vale a pena investir em uma licenciatura como curso superior. Você é uma dessas pessoas? Então, não deixe de ler o nosso artigo de hoje e descubra de uma vez por todas se a licenciatura é uma boa escolha.

Mas, afinal, do que se trata uma licenciatura e quais as diferenças entre ela e o bacharelado?

Algumas áreas do conhecimento permitem que você decida se, depois de formado, quer ser um bacharel ou um licenciado — ou os dois — naquele determinado curso. De maneira geral, as disciplinas base dos cursos que possuem essa opção são as mesmas tanto para os bacharéis quanto para os licenciados. Somente a partir de um determinado ponto é que os cursos “se separam”, com os estudantes cursando disciplinas diferentes para cada opção.

Quem escolhe a licenciatura, depois de formado, estará apto a dar aulas nos ensinos fundamental e médio em qualquer escola do país, seja ela pública ou particular. Isso porque os licenciados, além de cursarem as disciplinas teóricas de seu curso, também têm disciplinas obrigatórias, voltadas à formação de professores, em sua grade curricular, como didática, pedagogia e psicologia da educação, por exemplo.

Uma grande vantagem de quem opta pela formação em licenciatura é que diversas universidades disponibilizam cursos a distância nessa modalidade e também grandes descontos nas mensalidades, o que pode fazer com que seu sonho de cursar uma formação superior se torne realidade.

Já os bacharéis possuem sua formação mais voltada ao mercado de trabalho e exercício da profissão em si. Quem opta pelo bacharelado, por lei, não está apto a lecionar em escolas de nível fundamental e médio.

Então, a diferença crucial entre as duas opções que certos cursos superiores oferecem é justamente o objetivo final do estudante. Por exemplo, um aluno que optar em ser um bacharel em Química será treinado durante a faculdade para ser um químico profissional, que trabalha em empresas que mexem diretamente com essas questões, na prática. Porém, se por outro lado, ele decidir ser um licenciado em Química, ele aprenderá, durante a faculdade, como ser um bom professor desse curso. Ficou clara a diferença?

O mercado de trabalho para licenciados é favorável?

Como dissemos na introdução desse artigo, muitas pessoas, apesar de sempre terem sonhado em ser professores, desistem de cursar uma licenciatura, pois, em nosso país, muitos veem a profissão de professor de maneira estereotipada e desvalorizada. Entretanto, esse é um quadro que vem se modificando rapidamente. Nossa sociedade já se deu conta que os professores têm um papel crucial na formação das próximas gerações.

Além disso, há uma carência de professores em praticamente todas as áreas do conhecimento abordadas nas escolas. Isso significa que, ao ser licenciado, é muito pouco provável que você fique sem emprego, visto que sempre há vagas abertas nesse setor.

E isso é uma realidade tanto para o ensino público — onde você pode ser contratado via concurso público ou via contrato emergencial — quanto para o privado — que, geralmente, costuma pagar salários melhores aos professores, porém sem os benefícios atrelados ao trabalho no setor público, como a estabilidade, por exemplo.

Por isso, podemos dizer que o mercado de trabalho para licenciados está favorável sim, e essa é uma tendência que se consolida mais e mais a cada dia que passa. Se você acha que pode se tornar um bom professor, que tem jeito para isso, invista sim em uma licenciatura!

Quais os cursos de licenciatura de maior relevância?

Bom, você já chegou à conclusão de que seria um bom professor. Mas de qual matéria? Existem muitos cursos que possibilitam a formação em licenciatura: Artes Cênicas, Artes Visuais, Artes Plásticas, Ciências Biológicas ou Naturais, Ciências Sociais, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Informática, Letras, Matemática, Música, Pedagogia e Química estão entre os mais procurados por quem quer se tornar um professor.

Qual a média salarial de um licenciado?

Outro ponto delicado quando se aborda a questão de cursar ou não uma licenciatura é o salário. “Professor de escola no Brasil ganha muito mal” é uma frase que se ouve bastante, não é mesmo? Porém, será que isso é realmente uma verdade?

A resposta para essa pergunta é: depende. Primeiramente, o salário de professores que lecionam em escolas particulares costuma ser mais alto do que os do ensino público. Outra questão que está envolvida é a carga horária pela qual o professor é contratado. E, por fim, a formação do professor também conta, especialmente em cargos públicos. Quem possui alguma titulação acadêmica, como mestrado, doutorado ou especializações na área, acaba ganhando adicionais salariais.

Segundo o Sine (Site Nacional de Empregos), de maneira geral, o salário médio inicial de um professor de ensino fundamental no Brasil, independente da matéria que leciona, varia entre R$ 1 mil e R$ 1,7 mil, dependendo da escola.

Porém, na área da licenciatura, a experiência profissional costuma agregar muito valor ao cargo: professores experientes — com, no mínimo, 8 anos de exercício da profissão — possuem salários que variam de R$ 2,5 mil a R$ 4,2 mil.

Já os professores de ensino médio costumam ter um salário inicial ligeiramente maior: de R$ 1,3 mil a R$ 2,2 mil. Para aqueles que possuem mais experiência, os salários variam de R$ 3,2 mil a R$ 5,5 mil, também de acordo com o Sine.

Se você acha que pode se tornar um bom professor e que um curso de licenciatura é a sua cara, não hesite em investir nessa formação! Você, além de fazer o que gosta, ainda contribuirá para a formação e para a educação de diversas pessoas, fazendo a diferença na vida delas.

Você pensa em fazer licenciatura? Em qual área? Escreva para a gente contando sobre seus questionamentos e expectativas sobre esse assunto.

Sobre UniBH

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

2 Comentários

  1. Fabiana Lima

    Boa noite. Eu gosto de matemática e vejo o ensino que minha sobrinha está recebendo na escola (7 série)…. Precária e sem “vontade” do professor em ensinar para a vida…
    Penso em ser professora de matemática para tentar ajudar as pessoas que não podem pagar ensino particular, onde quase sempre há qualidade em como o aluno recebe a informação. Sei que não será fácil, mas pelo saberei que farei a diferença para as pessoas no futuro.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *